01/08/2017      Inovação

Como tirar proveito do Big Data nos projetos de software


O Big Data é classificado como o imenso volume de dados, esses sendo estruturados e não estruturados, que irão impactar diretamente no negócios no dia a dia.  É possível assim encontrar o Big Data nos projetos de software, pois não se fala aqui não em quantidade de dados, e sim o que se fazem com eles.

Com esse sistema é possível analisar uma melhor opção para o conhecimento dos insights que criam melhores decisões e direções de estratégicas nos negócio. Além disso, se aplicado o Big Data nos projetos de software, se tem um controle maior do que está sendo produzido com grandes proporções.

Mas algumas informações precisam ficar claro para que usuário do sistema possa trabalhar da melhor forma. Pensando nisso, elaboramos um artigo com informações relevantes que vão te ajudar a aplicar o Big Data nos projetos de software.

O Big Data é um conceito novo, que recolher e armazena grandes quantidades de informações para eventual pesquisa de dados.

Ele ganhou forma a cerca de 17 anos atrás quando um famoso analista fez três analises bem distintas sobre o tema:

1) Volume

Nesse caso se faz a coleta dados com grande variedade de fontes, adicionando transações comerciais, redes sociais e dados transmitidos de máquina a máquina.

Antigamente, era um problema guardar essa demanda de informação, mas as novas tecnologias e os avanços que os sistemas vem fazendo, tornou isso possível.

2) Velocidade

Aqui os dados correm em uma velocidade intensa e sem fala em tempo para elaboração.

Tags de RFID, sensores, celulares e contadores inteligentes são aqueles que impulsionam o sistema e por isso é necessário uma grande quantidade de dados rem tempo real para o sucesso da ação.

3) Variedade

Com variedade, os dados são gerados em todos os tipos de formatos, seja eles como dados numéricos em bancos de dados tradicionais, documentos de texto, e-mail, vídeo, áudio, dados de cotações da bolsa, transações financeiras e etc.

Big Data e suas dimensões adicionais

Já pensando em outras dimensões, o Big Data pode ser dividido  em algo variável e complexo.

1) Variabilidade

Com velocidade em constante aumento, os fluxos de dados podem ser altamente inconsistentes com picos periódicos.

2) Complexidade

Aqui os dados surgem de diferentes fontes, o que torna difícil estabelecer uma relação, além de limpar e transformar em diferentes sistemas.

E para que seus dados não se perca, é necessário ligar e juntar todas as relações, hierarquias e as vários dados.

Por que Big Data nos projetos de software é importante?

O valor do Big Data não trabalha com quantidade de dados, mas sim pensando naquilo que você fez.

Assim, para que o Big Data nos projetos de software seja importante , é necessário pensar nele como:

1) redução de custos;

2) redução de tempo;

3) desenvolvimento de novos produtos e ofertas otimizadas;

4) decisões mais inteligentes;

Quando se é agregado tudo isso em um único sistema, o Big Data nos projetos de software se torna um sucesso.

Quem utiliza o Big Data nos projetos de software?

Grandes organizações  utilizam o Big Data nos projetos de software, para benefício das indústrias.

Veja a atuação em cada uma delas:

-Banco: devido a grande informação de dados, os bancos encontram formas de inovar e gerenciar o big data, a fim de compreender o cliente e aumentar a sua satisfação, evitando riscos e fraudes.

-Ensino: com o big data, é possível identificar alunos em risco, saber se os estudantes estão progredindo de forma adequada e criar mecanismos que melhore o ensino, tanto olhando para os professores como os diretores, agregados aos alunos.

-Governo:  usando o Big Data, as organizações conseguem progredir na forma como é gerenciado os serviços públicos.

-Saúde: Com o Big Data na saúde, é preciso ser feito tudo de forma rápida e precisão, baseado em critérios rigorosos.

Assim, os dados são geridos de forma eficaz, a fim de manter um melhor atendimento ao paciente.

-Manufatura: os fabricantes podem aumentar a qualidade e a produção com o Big Data, , minimizando o desperdício.

-Varejo: mantém o relacionamento com o cliente, melhorando a forma de vender e criando estratégias de crescimento de negócios.

Quanto se deve analisar o Big Data nos projetos de software

Algumas organizações não excluem quaisquer dados de suas análises, o que é possível com as tecnologias atuais de alto desempenho.

Assim, é possível analisar o Big Data nos projetos de software mediante uma computação em grade (grid computing) ou visão em memória (in-memory analytics).

Outra forma é criar, de forma antecipada, quais são os dados importantes para o sistema e que precisam ser analisados.

Direcione o Big Data para a forma certa da sua empresa

Tendo essa informações de como Big Data nos projetos de software pode ser feito, chegou a hora de colocar em prática todos os conceitos e como ele pode ser direcionado para aquilo que você busca, sempre resultando em excelente impactos.

Comentários