14/09/2016      Métricas de Software

5 dicas infalíveis de estimativas que acertaram no final!


Sabemos que estimar nunca é uma tarefa fácil e em alguns momentos até geram crises dentro dos times, uma vez que cada um pode ter uma opinião distinta, principalmente quando os objetivos não estão muito claros.

A primeira dica é bem simples e pode resolver boa parte dos conflitos:

1 - Ao estimar tenha o cliente como um membro ativo no projeto, o cliente deve participar de todas as discussões durante a concepção, análise e desenvolvimento do produto e não apenas no início e fim do projeto. Isso diminui consideravelmente os erros de estimativa ou a sensação de que o projeto não possui objetivo muito claro, o que gera frustração no cliente e no time do projeto, gerando entregas incompletas e desvios na capacidade produtiva da equipe;

2 - Evite levar muito tempo para estimar, como o próprio nome diz, estimar significa medir o possível tamanho da solução. Para isso, utilize técnicas enxutas como as contagens de pontos de função através do manual da NESMA desde que os objetivos estejam bem claros e o escopo esteja definido.

3 - Faça prototipação do que será desenvolvido. Utilize Wireframes, protótipos ou mockups para representar o que deve ser trabalhado, a fim de observar com mais clareza as fronteiras e funcionalidades que devem você deve se preocupar mais.

4 - Utilize bases histórias para entender novas implementações e evitar super ou subestimar as medidas a serem avaliadas. Através de um controle de versões e comparativos entre o que vai ser produzido e o que foi produzido, é possível ter mais segurança na horas de criar novas funcionalidades que possam ser equivalentes ao que já existe e é utilizado pelos clientes.

5 - Tenha sempre um especialista naquilo que será entregue ou medido. Um dos grandes erros de algumas empresas, é responsabilizar quem não domina do assunto para estimar e precificar as demandas, essa combinação normalmente acaba mal e quase sempre gera problemas com os clientes que acabam por tornarem seus sonhos em pesadelos.

Essas dicas provavelmente são bem familiares para que já enfrentou diversos problemas com estimativas de projetos e com desgastes vividos com os clientes. Espero que essas dicas possam fazer refletir sobre os processos que executamos todos os dias, fazendo com que as diferenças e crises sejam superadas e evitadas.

Comentários