29/03/2017      Métricas de Software

Medições de Projetos Ágeis e Pontos de Função


São muitas as metodologias utilizadas no desenvolvimento de um software. As equipes focam, muitas vezes, na velocidade, tratando a entrega rápida do trabalho como primordial, muitas vezes independente de sua eficácia e qualidade.

Nesse artigo vamos analisar a aplicação dos pontos de função e metodologias ágeis, contribuindo para que você compreenda as complexidades atribuídas à leitura de funcionalidade de um software, e compare as opções.

A análise de pontos de função é um método nacionalmente reconhecido como eficaz no dimensionamento de software.

O governo federal brasileiro utiliza essa técnica para computar, enumerar e coordenar os projetos de melhoria e implantação relacionados a TI. O governo federal brasileiro também possui um roteiro de métricas oficial disponível para acesso onde indica e reforça a qualidade da prestação de serviços dos pontos de função para analise de projetos.

 

Métodologias ágeis

 

Algumas métodologias de desenvolvimento de software focam seus trabalhos exclusivamente na entrega acelerada de resultados. Muitas das vezes, a qualidade é posta em cheque em detrimento de velocidade e produção em alta escala.

O principais pontos relacionados aos métodos ágeis são:

  • O Software funcionar rapidamente é prioridade acima da entrega detalhada e total da estimativa do sistema.
  • O cronograma não é estritamente seguido, sendo aceitas mudanças durante o desenvolvimento do projeto desde que acelerem os resultados.
  • Os métodos ágeis seguem um manifesto considerado o um manual para profissionais adeptos a essa metodologia de desenvolvimento de software. O manifesto foi publicado em 2001 e tinha como premissa eliminar os procedimentos burocráticos e desnecessários de uma metodologia tradicional de desenvolvimento.

 

APF – Analise de pontos de função e sua leitura completa

 

Medições realizadas a partir de pontos de função ainda são mais precisas e consequentemente mais confiáveis.

Considerando que a análise da funcionalidade do software impacta diretamente em todo o desenvolvimento do projeto, deve-se tratar com cuidado e parcimônia o contrato a ser fechado,e  seguir todas os passos do projeto pré estabelecido pode ser crucial para um encerramento satisfatório.

Definir e esclarecer todos os pontos a serem lidos e dimensionados contribui para o melhor andamento, potencializando muito o trabalho do desenvolvedor experiente. Dessa forma é possível ir direto ao ponto, contabilizando os dados que são pertinentes ao cliente.

Assim, se faz possível a entrega rápida de um trabalho completo e satisfatório.

 

Pegar um atalho nem sempre é a melhor solução

A métrica acompanhará todo o desenvolvimento ate a conclusão do trabalho. Não se pode, portanto, sacrificar a sua qualidade sem mensurar os riscos e a dor de cabeça que pode ser causada a frente, diante de um erro de contagem resultante da velocidade com que se trabalhou.

O constante surgimento de novas métricas ainda não apresentou nenhuma de eficácia e credibilidade tão relevantes quanto as atribuídas aos pontos de função.

Os diversos estudos acerca dessa técnica, bem como as frequentes citações desse método por renomados profissionais da área de tecnologia da informação esclarecem que essa continua sendo a maneira mais inteligente para medir software.

A dedicação ao tempo de leitura e o trabalho minucioso de dimensionamento produzido pelos pontos de função são a chave para o sucesso e podem ser o segredo de um projeto feliz que corresponda diretamente as necessidades do usuário. Cortar o caminho nem sempre é o método mais indicado.

Comentários